Sob as cerejeiras

Acabei de assistir Marley e eu e lembrei quando eu li pela primeira vez o livro, nem tinha estreado o filme ainda, logo de cara  me apaixonei pelas histórias engraçadas e pela maneira que o autor John Grogan escrevia, simples e clara , gostei tanto que li e reli várias vezes e se tornou uns dos meus livros favoritos.

trailer Marley e eu

o resumo do livro:

John e Jenny tinham acabado de se casar. Eles eram jovens e apaixonados, vivendo em uma pequena e perfeita casa, sem nenhuma preocupação. Jenny queria testar seu talento materno antes de enveredar pelo caminho da gravidez. Ela temia não ter vindo com esse ‘dom’ no DNA, justamente porque matara uma planta, presente do marido, por excesso de cuidado  – afogando-a. Então, eles decidiram ter um mascote. Vão a uma fazenda, escolhem Marley, ao tomar contato com uma ninhada, porque também ficam encantados com a doçura da mãe, Lily; depois têm uma rápida visão do pai, Sammy Boy, um cão rabugento, mal-encarado e bagunceiro. Rezam para que Marley tenha puxado à mãe, porém suas ‘preces’ não são atendidas. A vida daquela família nunca mais seria a mesma. Marley rapidamente cresceu e se tornou um gigantesco e atrapalhado labrador de 44 kg, um cão como nenhum outro. Ele arrebentava portas por medo de trovões, rompia paredes de compensado, babava nas visitas, apanhava roupas de varais vizinhos e comia praticamente tudo que via pela frente, incluindo tecidos de sofás e jóias. As escolas de adestramento não funcionaram – Marley foi expulso por ter ridicularizado a treinadora. Mas, acima de tudo, o coração de Marley era puro. Marley repartia o contentamento do casal em sua primeira gravidez e sua decepção quando sobreveio o aborto. Ele estava lá quando os bebês finalmente chegaram e quando os gritos de uma adolescente de dezessete anos cortaram a noite ao ser esfaqueada. Marley ‘fechou’ uma praia pública e conseguiu arranjar um papel num filme de longa-metragem, sempre conquistando corações ao mesmo tempo em que bagunçava a vida de todo mundo. Por todo esse tempo, ele continuou firme, um modelo de devoção, mesmo quando sua família estava quase enlouquecendo. Assim, eles aprenderam que o amor incondicional pode vir de várias maneiras.

O penúltimo  capitulo do livro  se  chama sob as cerejeiras,  achei  ele lindo, separei a minha frase favorita:

Para um cão,você não precisa de carrões,de grandes casas ou roupas de marca. Símbolos de status não significavam nada para ele. Um graveto já está ótimo. Um cachorro não se importa se você é rico ou pobre, inteligente ou idiota, esperto ou burro. Um cão não julga os outros por sua cor, credo ou classe, mas por quem são por dentro. Dê seu coração a ele, e ele lhe dara o dele. É realmente muito simples, mas, mesmo assim, nós humanos, tão mais sábios e sofisticados, sempre tivemos problemas para descobrir o que realmente importa ou não. De quantas pessoas você pode falar isso? Quantas pessoas fazem você se sentir raro, puro e especial? Quantas pessoas fazem você se sentir extraordinário?

Eu realmente recomendo esse livro, com certeza Marley e eu marcou a minha infância. E você, teve alguma coisa que marcou a sua infância? Me conte, é só comentar.

Bjs, Cinthia *-*

Anúncios

13 comentários sobre “Sob as cerejeiras

  1. Eu tenho o livro, mais ainda não li, já assisti o filme e gostei muito, é realmente uma lição, chorei demais quando vi o filme, ainda mais quando ler o livro. Eu amo cachorros, por isso me encantei demais pela história. Essa frase ai é a mais linda! *—–*

    Beijinhos, Larissa ^^
    vidaempix.blogspot.com.br

  2. Ownn não consigo assistir esse filme sem chorar (‘=
    Eu li o livro depois de ter assistido o filme,gosto tanto que até tirei uma foto com ele rsrs sou dessas que é apaixonada por livros *-* eu amo cachorro,já tive vários e tenho um que lembra muito o Marley,principalmente quando o assunto é bagunça hahaha
    Bjs!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s